Reduzido intervalo para dose de reforço da vacina contra a Covid


O governo de São Paulo anunciou nesta quinta-feira, 2, a redução de cinco para quatro meses do intervalo da dose de reforço da vacina contra a Covid-19. A antecipação vale para quem já tomou as duas doses de Coronavac, AstraZeneca e Pfizer, com qualquer idade.

Segundo o Estado, 10 milhões de pessoas que se vacinaram-se nos meses de julho e agosto já podem receber a dose extra.

O intervalo de quatro meses é contado a partir da data de aplicação da segunda dose. Quem tomou a dose única da Janssen poderá receber a dose adicional do mesmo imunizante com intervalo a partir de dois meses. No entanto, o governo paulista diz não ter doses desse produto por falta de entrega do Ministério da Saúde e informa que está aplicando dose do imunizante da Pfizer.