Fartura tem “live semanal” com o prefeito Luciano Filé

“Quem ouve mais, erra menos”, diz o prefeito de Fartura, que abre canal de comunicação para ouvir questionamentos e opiniões da população


Luciano Filé, prefeito da cidade de Fartura, inova ao criar canal direto com a população

O prefeito de Fartura, Luciano Filé, para ampliar sua aproximação dos moradores, inovou e criou a “Live com o prefeito”, que acontece semanalmente, às quintas-feiras, a partir das 19h, em sua página no Facebook. A média de duração é de 30 minutos para não se tornar cansativo para os participantes, segundo o prefeito.

A primeira live aconteceu no dia 10, com média de 135 pessoas acompanhando simultaneamente. Poucas horas depois, a publicação contava com 1,7 mil visualizações e mais de 320 comentários. Luciano Filé enfatizou que o espaço receberá também coordenadores da prefeitura e lideranças locais.

Entrega de uniformes, mochilas e kits escolares — A primeira pergunta foi sobre os uniformes das crianças da rede municipal de ensino. “Ano passado não conseguimos realizar essa ação, mas este ano entregaremos os uniformes, tanto de inverno como de verão, com tênis e meias, a todos os alunos da rede. É a prioridade da Educação e o processo está em andamento para que em breve os alunos recebam”, destaca o prefeito. Também avisou que nas próximas semanas serão entregues estojos e mochilas, assim como os kits de material escolar completos para cada faixa etária, do infantil até o 5º ano. “Nossa ideia é padronizar os materiais e uniformes. Para isso queremos transformar em lei municipal para que as administrações seguintes sigam esse padrão”, esclarece. Outra conquista na área diz respeito a instalação de ar condicionado em todas as salas de aula das escolas municipais. “Queremos que o filho da doméstica sinta que está em uma escola particular”, enfatiza.

Pavimentação — Um morador pediu informações sobre a pavimentação da Rua Humberto Dealis, na Vila Ananias. Filé esclareceu que a via já integra o plano de pavimentação da prefeitura. As obras já tiveram início pela Rua Boa Vista, Ladeira Bento Bernardes e Santa Bernadete. “Ainda este ano será pavimentada, graças a recursos do município e do governo do estado”, explica. Outro questionamento foi sobre a via que dá acesso à OSAAF. Filé frisou que também está no plano para receber a benfeitoria em breve.

Recapeamento e estradas rurais — Moradores do Jardim da Serra III reclamaram do asfalto. Filé esclareceu que a operação tapa-buracos está sendo realizada e custará R$ 1 milhão. Após, acontecerá o recapeamento que chegará a 100% das ruas do Jardim da Serra. “A empresa vencedora da licitação pediu rescisão amigável do contrato, mas já teve início um novo processo para nova contratação”, disse. O prefeito adiantou que este ano serão investidos R$ 2 milhões em recapeamento de ruas em Fartura. Luciano também lembrou que as chuvas intensas foram responsáveis pela paralisação dos serviços nas estradas rurais do município. “No entanto, agora com a estiagem, terá reinício”, informa. A resposta foi a um morador que questionou a situação da vicinal que faz ligação ao bairro Pinheirinho.

Cestas básicas — O prefeito respondeu ainda sobre a falta de cestas básicas. “Está sendo realizado o processo licitatório, porém, o Fundo Social de Solidariedade está auxiliando, doando cestas a quem estiver precisando”, frisa Luciano Filé.

Uniformes para todas as repartições — Um servidor da prefeitura perguntou sobre uniformes na área da saúde. O prefeito lembrou que um de seus compromissos é uniformizar todos os funcionários públicos municipais. “Essa é uma determinação do início de nossa gestão”, cita.

Licitação de exames e Farmácia Municipal — O prefeito disse que foi autorizado o início do processo para o chamamento público dos três laboratórios do município. Com esta decisão vamos zerar a fila de exames. Sobre a Farmácia Municipal, Filé afirmou que o objetivo é melhorar os atendimentos. “Trata-se de uma cobrança antiga dos moradores, estamos com ideias novas que logo colocaremos em prática”, declarou.

Casas da CDHU — Moradores questionaram a construção de novas casas por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) no município. O prefeito esclareceu que não há terrenos que comportem a construção atualmente. “Estamos lutando para resolver, com conversas avançadas sobre este assunto, pois sabemos que o déficit habitacional é grande e em breve traremos notícias à população”, assinala.